Ângela Barcellos Café

Olá! Meu nome é Ângela Barcellos Café, comprido para uma apresentação, concordo, mas vou me explicar: é que sou geminiana e não consigo me decidir. Antes usava Ângela Café e achava lindo, mas aí apareceu uma ‘outra’, na minha cidade, com o mesmo nome e eu tive que mudar. Gosto de Ângela Barcellos, mas parece que ninguém me reconhece porque, afinal, Café eu usava desde a minha infância.
Então fica essa confusão... Bem, já deu para perceber que sou Contadora de histórias... Não é mesmo?!
Acho que sempre fui. Desde criança a vizinha da frente me pedia para contar histórias enquanto dava comida para sua filhinha, quatro anos mais nova, em troca de alguns agrados. Assumi o ofício de contadora quando participei e coordenei projetos de extensão de Contadores de Histórias na UFG, de 1993 até 2016, quando mudei para Brasília, dando início a novas ideações. Aos poucos fui me aprofundando em pesquisas que envolvem a arte de contar e ouvir histórias, me interessando cada vez mais pelo tema.


Fui graduada em Educação Física pela Escola Superior de Educação Física do Estado de Goiás - Esefego; especialista em Metodologia do Ensino Superior pela Universidade Federal de Goiás - UFG e Mestra em Estudos do Lazer pela Universidade de Campinas – Unicamp (livro publicado - esgotado); professora da UFG de 1992 à 2001, no CEPAE (Colégio de Aplicação) ensinando educação física por meio de aulas historiadas (uma idéia que eu tinha para trabalhar com os pequenos e os muito pequenos); e,na Escola de Música e Artes Cênicas (EMAC), no curso de licenciatura em Artes Cênicas, de 2002 até 2015, quando defendi o Doutorado e fui redistribuída para a UnB, onde desenvolvo projetos de Ensino, Pesquisa e Extensão sobre a arte e o ofício do contador de histórias.


Minha disciplina favorita são os jogos teatrais, por lidarem com improvisações cênicas que não deixam de ser construções de histórias. Fui responsável pela criação de muitos grupos de Contadores de Histórias por todo o Brasil, ministrando cursos e oficinas para profissionais de diversas áreas, que continuam se apresentando e se multiplicando.
Apresento sessões de histórias em diversos eventos e locais, às vezes acompanhada com música, às vezes com outros Contadores. Atendo e/ou assessoro projetos relacionados ao tema. Pelas andanças neste imenso Brasil encontro e reencontro contadores em cursos e oficinas que coordenei ou participei, compartilhando saberes e experiências. Acredito na valorização e acolhimento da diversidade humana, gosto de trabalhar com ludicidade e afeto. Contar e ouvir histórias me faz feliz! A felicidade transborda e precisa ser compartilhada!

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.